Números impressionantes por detrás da obra ferroviária que aproximará o Alentejo à Europa

Esta obra permitirá reduzir o trajeto entre o porto de Sines e a fronteira com Espanha em 150 quilómetros, deixando assim o Alentejo mais próximo da Europa.

15 Julho 2021

Em pleno Alentejo decorrem a “velocidade cruzeiro” as obras da maior extensão de caminho-de-ferro construída, em mais de um século, em Portugal.

Uma obra que se iniciou em setembro de 2019 e que após a sua conclusão permitirá reduzir o trajecto entre o porto de Sines e a fronteira com Espanha em 150 quilómetros, com um ganho de três horas e meia, deixando assim o Alentejo mais próximo da Europa.

Dia após dia, vai crescendo uma infraestrutura fundamental para a conexão ferroviária dos portos e das zonas industriais e urbanas localizadas no sul de Portugal, a Espanha e ao resto da Europa.

Esta grande obra, significa também números impressionantes a todos os níveis, que ODigital.pt foi conhecer melhor numa visita conduzida pelo Gestor do Empreendimento, André Oliveira e pela Gestora da Obra, Carla Pinto, da empresa Infraestruturas de Portugal, que classificaram esta obra como “desafiante”.

CONTACTO

Preenche nosso formulário de contato e nossa equipa entrará em contato com você para encontrar a solução que precisa.